contato@annaluz.com.br | SAC (11) 88186653

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Home Anna Luz Tendências Dicas Novidades Cases / Parceiros Contato
 
Novidades
TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE AS PÉROLAS  
 
Desde a Antiguidade as pérolas estão entre as mais belas gemas do mundo, fascinando a grande maioria das mulheres. E como se formam essas cobiçadas
 
Significado: A pérola é a gema dos amantes. Dizem que foi usada em "poções "do amor por séculos e se usada enquanto estiver dormindo, terá sonhos de romances verdadeiros. Protege a inocência e simboliza a pureza.
mês ............................................ junho
simboliza..................................... amor
aniversário de casamento......... .....terceiro aniversário
 
Propriedades Metafísicas: Diminuem o stress, hipertensão, dores de cabeça e exaustão. Ajuda evitar cardiopatias e enfarte. Auxiliam na digestão. Estão em sintonia com as mulheres, principalmente, as mulheres grávidas. Na China e Japão, são moídas e aplicadas á pele para garantir o brilho a jovialidade e o resplendor da pele ou em cápsulas como afrodisíaco e para reposição de cálcio.
 
Como nascem as pérolas: Quando algum corpo estranho, como um grão de areia, entra no corpo da ostra, causa irritação. Como defesa, a ostra libera uma substância chamada Nácar, que se deposita ao redor do ‘invasor’ em camadas sucessivas que, com o decorrer do tempo – meses ou até anos – vão se sedimentando até formar a pérola. Por ser este processo ocasional e muito demorado, as pérolas naturais são raras e caras.
No início do século 20, foi desenvolvida uma técnica que instiga e acelera o processo, dando origem a pérolas cultivadas. Essa técnica consiste na introdução de um corpo estranho no interior da ostra, corpo este de tamanho maior que um grão de areia, o que faz com que a pérola atinja o tamanho desejado mais rapidamente.
Algumas pessoas têm a idéia errônea de que pérolas cultivadas são falsas. Não! Elas apenas recebem do homem uma ‘ajuda’ para o processo que poderia acontecer de forma natural realmente se concretize.
Hoje, há diferentes tipos de pérolas cultivadas, conheça algumas.
 
Pérola Akoya: São as clássicas pérolas cultivadas; de forma redonda. Populares e com alta demanda, são encontradas no Japão, China e Coréia.
Pérola Negra: São muito raras e valiosas, por serem negras naturalmente (sem processo de tingimento). É obtida através da Ostra de Lábios Negros, cultivada em Mares do Sul e Japão.
Pérola do Mar do Sul: São as mais cobiçadas e desejadas de todas as pérolas, pois vêm de uma enorme (a maior de todas) e solitária ostra prateada. Cultivadas ao sul da Indonésia, norte da Austrália e sul das Filipinas. Têm tamanho acima de 8 mm de diâmetro. Apresentam-se em diversos formatos, tamanhos e cores (branca, dourada, cinza, negra, etc.).
Pérola de Água-Doce: Única forma não cultivada no mar, mas em lagos de água-doce em Kyoto, na Ilha de Honshu, no Japão e na China. Podem variar infinitamente em suas formas, tamanhos e cores.
Pérola Arroz: Este tipo de pérola cresce dentro dos órgãos reprodutores da ostra e possui um grande número de irregularidades em seu pequeno formato.
Pérola Barroca: São todas aquelas de formato irregular.
Pérola Blister: Formam-se em camadas recobertas de madrepérola, por deslizarem para dentro do manto da concha. Se a pérola se origina com um crescimento verrugoso na face interna da concha, deverá ser separada da mesma, formando uma peça semi-esférica.
Pérolas Shell: São aquela “fabricadas” com o pó das pérolas cultivadas, moídas e reconstituídas em seu formato com resina.
Pérola Mabi: Formam-se através do mesmo processo da pérola blister, ou seja, em camadas. Pode ter várias cores e formas (oval, semi-esférica, coração, gota e outros).
Pérolas de Mallorca: Cultivadas em Mallorca possuem em seu núcleo é uma esfera plástica, revestida apenas de uma finíssima camada de Nácar e, portanto, passível de descascarem.
Pérola dos Mares do Sul ou South Sea:As pérolas cultivadas dos mares do sul são tipicamente maiores que as japonesas. Devido ao seu tempo de cultivo ser mais longo, elas têm a camada de nácar mais grossa do que as outras pérolas cultivadas. Normalmente, seu tamanho inicial é 10mm, sua média é de diâmetros entre 13 e 15mm, sendo considerada de tamanho muito grande quando atinge 20mm. Encontradas nas cores branca, dourada, marrom ou preta, essas pérolas são cultivadas em águas que vão da Birmânia até Madagascar, atravessando a Indonésia, Japão e entrando na Polinésia Francesa.
Pérola do Taiti:Devido ao fato do Taiti ser o principal produtor mundial de pérolas negras cultivadas, elas são conhecidas como pérolas do Taiti. As Ilhas Cook estão em segundo lugar na produção destas pérolas, seguidas por outras ilhas da Polinésia Francesa que também as produzem. Tecnicamente, a pérola negra cultivada é uma pérola dos Mares do Sul. Normalmente, são encontradas de tamanhos acima de 8mm, com média entre 10 e 12mm e muito raramente excedem 17mm. São consideradas pérolas negras as de cores cinza-escuro, verde-escuro, marrom-escuro e a negra.
Pérola de abalone:É produzida por um molusco univalve chamado haliotis. Diferentemente da pérola de concha, a pérola de abalone é constituída de camadas de nácar. Como a sua concha, a pérola de abalone é vividamente colorida e altamente iridescente. A grande maioria deste tipo de pérola que se encontra no mercado é natural. Entretanto, há uma produção de pérolas cultivadas compostas e blister. Existem 96 espécies conhecidas de abalone, com ampla variação de cor da concha, tamanho e velocidade de crescimento. Estas diferenças são refletidas na cor, tamanho e forma da pérola produzida. São encontradas na costa do Pacífico dos E.U.A., Japão, Nova Zelândia e Coréia.
Pérola Biwa:As pérolas cultivadas de água doce são muitas vezes chamadas de biwa, porque o lago Biwa, no Japão, foi uma das primeiras áreas produtoras dessas pérolas cultivadas.
Pérola arroz:Denominação dada à pérola cultivada em água doce com a forma alongada e barroca, com tamanho que se assemelha a um grão de arroz. É uma pérola cultivada sem núcleo, sendo utilizado somente o epitélio para iniciar o processo de segregar o nácar
 
CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS PÉROLAS: As pérolas são gemas orgânicas e por isso são mais delicadas. Temos que ter em conta que se podem estragar pelo atrito ou pelo contacto com produtos químicos, (perfumes, cosméticos, produtos de limpeza) e produtos ácidos (vinagre, limão e até a transpiração). Estes produtos são absorvidos pelas pérolas, que podem acabar escurecendo e descamando e, conseqüentemente, diminuindo seu tamanho. A umidade ou a falta de contato com o ar, o calor excessivo ou o ar muito seco também podem danificar as pérolas. Após usá-las, passe um tecido macio úmido e depois um seco. Isso evitará o acúmulo de sujeira e removerá resíduos de suor.
 
                                                                                 
O QUE É PALÁDIO?
O Paládio é um metal prateado-branco que faz parte do grupo da platina. O Paládio tem sido usado como um metal precioso em jóias desde 1939, como uma alternativa à platina ou ouro branco, mas a partir de 2004, quando os preços do ouro e da platina começaram a subir muito, joalheiros chineses começaram a fabricar maiores volumes de jóias com o paládio.
Em 2008 a popularidade da jóia de paládio cresceu muito entre as maiores joalherias do mundo. No início, o paládio compôs linhas de anéis de noivado em função de sua beleza, durabilidade e devido ao seu acabamento brilhante que permanece sempre o mesmo após anos. A indústria joalheira fez então um esforço conjunto de marketing para promover o novo "metal branco" em todo o mundo.
Como membro dos metais do grupo das platinas, o paládio compartilha de muitos   atributos da platina. É um metal raro, hipoalergênico, de coloração branca naturalmente brilhante, durável, maleável e puro.
Existem s poucas diferenças entre o paládio e a platina: o primeiro é mais branco, 12,6% mais duro, o que significa que é extremamente apropriado para o uso constante e também é cerca de 40% menos denso que a platina. Outra diferença importante entre os dois metais é o custo que é bem menor em relação à platina. Para as jóias folheadas a grande vantagem é que o paládio não escurece, nem mancha.
Atualmente o Paládio possui cotação diária como o ouro e prata, no mercado financeiro.


Todos os direitos reservados | Anna Luz Designer | Produzido por IUPI Comunicação de Eventos